PERFIL DE SINAIS E SINTOMAS DOS TRABALHADORES FRENTISTAS EXPOSTOS A CONCENTRAÇÕES ELEVADAS DE BTEX

Fabiane Araujo Carneiro, Lidmary Palma Alves, Daniela São Paulo Vieira, Luís Sergio Santos Nunes, Mabel Barbosa Esteves

Resumo


As atividades de revenda e abastecimento de veículos são importantes fontes de emissão de compostos orgânicos voláteis (COVs), dentre eles o benzeno, tolueno, etilbenzeno e xileno, conhecidos como BTEX poluindo o ar atmosférico e promovendo impacto sobre a saúde dos trabalhadores que desenvolvem suas atividades nos postos de revenda de combustíveis (PRC). Isto se dá tanto através da inalação dos vapores tóxicos do BTEX quanto pela pele, através do contato com sua forma líquida. No intuito de minimizar os danos provocados, os PRC devem disponibilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Diante disso, este estudo objetiva traçar um perfil de agravos à saúde do profissional frentista através do relato de sinais e sintomas relacionados à exposição ocupacional ao benzeno assim como ao uso adequado de EPI pelos frentistas em PRC como forma de proteção e prevenção a esta exposição. A longa jornada de trabalho implica em maior exposição aos riscos do BTEX agravada pela utilização inadequada dos EPI’s como máscaras, luvas, mangas compridas que não são utilizadas. Dentre os sintomas clínicos observamos maior incidência de cefaléia, agravada pela inalação do BTEX, além de dores nas pernas e as lombalgias, relacionada a longos períodos na mesma posição

Palavras-chave


Frentistas. BTEX. Exposição

Texto completo:

194-199

Referências


ARCURE E COLABORADORES; Efeitos da exposição ao benzeno para a saúde, São Paulo, 2012.

COSTA, M. A. F. D.; COSTA, M. D. F. B. D. Benzeno: Uma questãode saúde pública. Interciência, v. 27, n. 4, 2002;

D’LASCIO E COLABORADORES; Sintomas relacionados à exposição ocupacional ao benzeno e hábitos ocupacionais em trabalhadores de postos de revenda de combustíveis a varejo na região sul de Santa Catarina, Tubarão SC, 2013

PERIAGO, J.F.; ZAMBUDIO, A.; PRADO, C. Evaluation of environmental levels of aromatic hydrocarbons in gasoline service stations by gas chromatography. JournalofChromatography. A Volume 778, Issues 1–2, 22 August 1997, Pages 263-268

SANTOS, G. L. G.; TEIXEIRA, G. S. L. Desenvolvimento e aplicação de método de dessorção química para determinação de BTEX em ar ambiente de postos de combustíveis utilizando cromatografia a gás. TESE DE DOUTORADO; 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.