PANORAMA DAS HEPATITES VIRAIS NO ESTADO DA BAHIA NO PERÍODO DE 2010 A 2014

Décio de Jesus Gomes, Hayana Leal Barbosa, Carmen Liêta Ressurreição Santos, Danielle Nery Franco, Jéssika Couto Borges

Resumo


O presente estudo teve como objetivo analisar o panorama das hepatites virais no estado da Bahia no período de 2010 a 2014. Foram realizados recuperação de dados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-NET) através do TABNET/DATASUS. Os dados recuperados foram salvos em planilhas do Microsoft Excel 2010 para Windows no qual foram também construídos gráficos e tabelas além do calculo das frequências simples e relativas. Nos anos de 2010 a 2012 ocorreu um aumento discreto na prevalência de casos confirmados das hepatites virais na Bahia. Em 2013 ocorreu um aumento acentuado e em 2014 decresceu. As hepatites atingem com maior frequência os indivíduos do sexo masculino, pardos, residentes em zona urbana e faixa etária de 20-59 anos. As hepatites virais na Bahia ainda geram grandes preocupações no âmbito da saúde publica devido à sua possibilidade de cronicidade que pode evoluir para uma cirrose hepática ou carcinoma hepatocelular causando incapacidades e sofrimentos ao portador e custos significativos para o estado tanto no que diz respeito ao diagnostico e tratamento da doença quanto na produção de sobrecarga ao sistema previdenciário.

Palavras-chave


Agentes virais. Hepatites. Saúde. Bahia

Texto completo:

41-50

Referências


BRUGUERA, M. Sanches Tapias, JM. Qué Son las enfermidades hepáticas criptogenéticas? Med. Clin. (Barc) v.114, n 1, p. 31-6, 2000.

CARVALHO, Juliana Ribeiro de et al . Método para estimação de prevalência de hepatites B e C crônicas e cirrose hepática - Brasil, 2008. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília , v. 23, n. 4, p. 691-700, Dez. 2014 . Disponível em: . Acesso em: 05 Nov 2015.

CRUZ, Camila Rodrigues Bressane; SHIRASSU, Miriam Matsura; MARTINS, Wellington P.. Comparação do perfil epidemiológico das hepatites B e C em um serviço público de São Paulo. Arq. Gastroenterol., São Paulo , v. 46, n. 3, p. 225-229, Set. 2009 . Disponível em: . Acesso em: 15 Out 2016.

FERREIRA, Cristina Targa; SILVEIRA, Themis Reverbel da. Hepatites virais: aspectos da epidemiologia e da prevenção. Rev. bras. epidemiol., São Paulo , v. 7, n. 4, p. 473-487, Dez. 2004 . Disponível em: . Acesso em: 15 Nov 2015.

FONSECA, José Carlos Ferraz da. Histórico das hepatites virais. Rev. Soc. Bras. Med. Trop., Uberaba , v. 43, n. 3, p. 322-330, Jun 2010 . Disponível em: . Acesso em: 02 Dez 2016.

GAZE, Rosangela et al . Das hepatopatias e icterícias às hepatites virais: configuração de um caleidoscópio. Rev. Saúde Pública, São Paulo , v. 47, n. 1, p. 117-122, Fev. 2013 . Disponível em:

&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 15 Out 2015.

KUMAR; VIMAY, et. al. Robbins e Contran Patologia das Doenças. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 1458p.

NUNES, Heloisa Marceliano et al . Prevalência de infecção pelos vírus das hepatites A, B, C e D na demanda de um hospital no Município de Juruti, oeste do Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude, Ananindeua , v. 1, n. 2, p. 105-111, jun. 2010 . Disponível em . Acesso em: 15 Dez. 2015.

SILVA, Anne Caroline Luz Grüdtner da et al . Incidência e mortalidade por hepatite B, de 2001 a 2009: uma comparação entre o Brasil, Santa Catarina e Florianópolis. Cad. saúde colet., Rio de Janeiro, v. 21, n. 1, p. 34-39, Mar. 2013 . Disponível em: . Acesso em: 10 Nov 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.