POLÍTICA NACIONAL DE HUMANIZAÇÃO NA ATENÇÃO BÁSICA: O PAPEL DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Tainá Cardoso dos Santos Pires, Luciene Lessa Andrade

Resumo


O agente comunitário de saúde é tido como elo entre a população e o serviço de saúde, participando ativamente do processo de atenção básica. Sendo assim, este artigo apresenta uma revisão de literatura buscando compreender o papel do Agente Comunitário de Saúde (ACS) frente à Política Nacional de Humanização (PNH) em seu exercício profissional e identificar as representações dos ACS acerca de suas práticas de saúde. Para isto, foram utilizados vários artigos com temas abrangentes considerando a confluência das ações do ACS, delimitadas pela PNH.         


Palavras-chave


Política Nacional de Humanização. Agente Comunitário de Saúde. Atenção Básica

Texto completo:

65-71

Referências


BACHILLI, R.G.; SCAVASSA, A.J.; SPIRI, W.C. A identidade do agente comunitário de saúde: uma abordagem fenomenológica. Ciência e Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p. 51-60, 2008.

BENEVIDES, R.; PASSOS, E. Humanização na Saúde: um novo modismo? Interface: Comunic, Saúde, Educ., Botucatu, v. 9, n. 17, p. 389-406, 2005(b).

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo técnico da Política Nacional de Humanização. Humaniza SUS: Documento base para gestores e trabalhadores do SUS. 4. ed. Brasília, 2008.

FORTES, Paulo Antônio de Carvalho; MARTINS, Cleide de Lavieri. A ética, a humanização e A Saúde da Família. Rev. bras. enferm., Brasília, v. 53, n. spe, p. 31-33, Dezembro de 2000. Disponível em: . Acesso em 06 de agosto de 2015.

GOMES, Karine de Oliveira et al. O agente comunitário de saúde e aconsolidação do Sistema Único de Saúde: reflexões contemporâneas. Physis, Rio de Janeiro , v. 20, n. 4, p. 1143-1164, Dec. 2010 . Disponível em: . Acesso em 05 Jul. 2015.

JARDIM, T.A.; LANCMAN, S. Aspectos subjetivos do morar e trabalhar na mesma comunidade: a realidade vivenciada pelo agente comunitário de saúde. Interface -Comunic., Saude., Educ., v.13, n.28, p.123-35, 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 jul 2015.

MACHADO, Maria Helena. Pesquisa de opinião sobre o Programa de Saúde da Família. Brasília: Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica. Convênio UNESCO / Ministério da Saúde, 2000.

PASCHE, D. F. & Passos, E. (2010). Cadernos Temáticos PNH: Formação em Humanização. In Brasil. Cadernos Humaniza SUS. (vol. 1: Formação e Intervenção. Série B. Textos Básicos de Saúde.). Brasília/DF: Ministério da Saúde.

PERES, C.R.F.B. O trabalho do agente comunitário de saúde no município de Marília – SP. 2006. 165p. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Faculdade de Medicina, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 jul 2015.

SILVA, J.A.; DALMASO, A.S.W. Agente comunitário de saúde: o ser, o saber, o fazer. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2002, 240p. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102311X2004000500041&script=sci_arttext >. Acesso em: 29 jun 2015.

TRAD, Leny Alves Bomfim; ESPERIDIAO, Monique Azevedo. Sentidos e práticas da humanização na Estratégia de Saúde da Família: a visão de usuários em seis municípios do Nordeste. Physis, Rio de Janeiro , v. 20, n. 4, p. 1099-1117, Dec. 2010 . Disponível em: . Acesso em 01 agosto de 2015.

WORLD HEALTH ORGANIZATION – WHO. Alma-Ata Declaration. [S.I.], 1978. Disponível em: http://www.euro.who.int/AboutWHO/Policy/20010827_1. Acesso em: 17 jul. 2015.

ZANFOLIM, Leila Cristiane; BURIOLA, Aline Aparecida. Ações dos Agentes Comunitários de Saúde e sua Confluência com a Política Nacional de Humanização: uma revisão integrativa. Colloquium Vitae, vol. 4 n. Especial, jul–dez, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.