RISCOS AMBIENTAIS E CONDIÇÕES DE TRABALHO EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO INDUSTRIAL NO MUNÍCIPIO DE SIMÕES FILHO – BA

Adriana Oliveira Santos, Cleideane Batista de Cerqueira, Darlene Medrado da Silva, Maria Celeste Almeida Viana

Resumo


As Unidades de Alimentação e Nutrição são ambientes de trabalho que oferecem uma série de riscos ocupacionais. Este estudo teve como objetivo avaliar os riscos ambientais que os trabalhadores estão expostos na área de produção de uma UAN. A pesquisa qualitativa foi realizada através da observação direta do avaliador, utilizando um Check List, baseado no roteiro da ANVISA e as Normas Regulamentadoras de Medicina e Segurança do Trabalho. O setor avaliado foi a área de produção, setor de armazenamento alimentício (estoque seco), armazenamento dos resíduos e funcionários expostos aos riscos ambientais. Observou-se que o risco ambiental presentes em sua maioria refere-se aos ergonômicos (71,4%), físicos (37,5%) e biológicos (28,5%), os riscos químicos e mecânicos apresentaram menor representatividade, porém recomenda-se a tomada de medidas visando minimizar os riscos presentes.


Palavras-chave


Segurança do Trabalho, Saúde, Unidade de Refeição, Ambiente de Trabalho, Riscos.

Texto completo:

90-99

Referências


ABREU, E.S; SPINELLI, N.G.M; PINTO, S. M. A. 2011. Gestão de Unidades de Alimentação e Nutrição: Um modo de fazer. 4°ed. São Paulo: Mtha Ltda Editora. 89-100 p.

ALEVATO, H; ARAÚJO, G.M.E. 2009. Gestão, Organização e Condições de Trabalho. V Congresso Nacional de Excelência em Gestão, Niterói – RJ.

BARBOSA, L. N.; ALMEIDA, F. Q. A. 2008. Relato de experiência sobre a avaliação dos riscos ambientais e mapeamento em uma unidade de alimentação e nutrição (UAN) para a promoção da segurança no trabalho. Revista Simbiologias, v. 1, n. 2.

BRASIL. 1998. Ministério da Saúde. Portaria N°3.120 de primeiro de julho 1998. Instrução Normativa de Vigilância em Saúde do Trabalhador no SUS. D.º de 2.07.98. Seção 1, pág. 36.

BRASIL. 1994. Portaria N°25, de 29.12.94, do Secretário de Segurança e Saúde no Trabalho: Norma Regulamentadora - NR-9. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 1994.

CAVALLI, S.B; SALAY, E. 2007. Gestão de Pessoas em Unidades Produtoras de Refeições Comerciais e a Segurança Alimentar. Rev. Nutrição, Campinas - SP, v. 20, n. 6, p. 657-667.

COLARES, L.G.T; FREITAS, C.M. 2007. Processo de trabalhadores de saúde de uma unidade de alimentação e nutrição. Cad. Saúde Pública, Rio de janeiro - RJ, v.23, n.12, p.3020.

KROEMER, K.H.E.; GRANDJEAN, E. 2005. Manual de Ergonomia: adaptando o trabalho ao homem. 5. ed. Porto Alegre: Bookman. 328p.

LOURENÇO, M.S; MENEZES, L.F. 2008. Ergonomia e Alimentação Coletiva: Analise das condições de trabalho em uma unidade de alimentação e nutrição. 4º. Congresso Nacional de excelência em gestão. Niterói - Rio de Janeiro.

LOURENÇO, S.M; BERLANDO, C.D.; SILVA, E.F.; ROMANO, C.G.; KAWAGUCHI, J.R. 2006. Avaliação do perfil ergonômico e nutricional de colaboradores em uma unidade de alimentação e nutrição. XIII SIMPEP – Bauru, SP, Brasil.

SILVA JR EA. 2008. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. São Paulo: Varela.

SOUSA, J.; SILVA, C.; PACHECO, E.; MOURA, M.; FABELA, S. 2005. Acidentes de trabalho e doenças profissionais em Portugal: regime jurídico da reparação dos danos.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.