AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE CARNE VERMELHA PELOS USUÁRIOS DE UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA EM BARRA DE POJUCA E CACHOERINHA, CAMAÇARI-BAHIA

Delizângela Queiroz Pires, Edilene Santos, Maise Silva

Resumo


Este é um estudo descritivo, com abordagem quantitativa, com coleta de dados originais realizada no subdistrito de Barra do Pojuca e povoado de Cachoeirinha, situados no distrito de Monte Gordo, na cidade de Camaçari, Bahia. A pesquisa teve como objetivo avaliar o consumo de carne vermelha entre usuários do Posto de Saúde da Família destas duas localidades. Nos últimos anos, tem sido feita discussão sobre o que a população deve e o que não deve consumir para ter uma vida saudável e/ou evitar e prevenir algumas doenças. Neste contexto, a carne vermelha com principal fonte de proteína dos brasileiros tem sido criticada. Especialistas recomendam a exclusão deste item alimentar da dieta diária para se obter saúde e qualidade de vida. Os resultados obtidos indicam que a carne vermelha é a principal proteína dos entrevistados, ambos os sexos, na faixa etária de 19 a 35 anos com renda entre um e três salários mínimos. Quanto ao consumo de carne com gordura, 51% dos entrevistados informaram que retiram a gordura parcialmente antes de cozinhar e 57% revelaram que preferem a carne com gordura no churrasco. O imaginário da masculinidade em relação ao consumo da carne vermelha e da feminilidade quanto a dieta a base de carne de ave e peixe não parece adequada no contexto analisado.


Palavras-chave


Saúde. Educação. Proteína Animal. Alimento

Texto completo:

42-55

Referências


ALMEIDA, R. O papel da carne bovina numa dieta saudável. BeefPoint/Seção Carne & Saúde [Internet]. 2004. [acesso em 2015 abr 10]. Disponível em: http://www.beefpoint.com.br/cadeia-produtiva/carne-saude/o-papel-da-carne-bovina-numa-dieta-saudavel-19928/

BRANDÃO, FS. Tendências para o consumo de carne bovina no Brasil. [dissertação] [Internet]. Rio Grande do Sul: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013. [acesso em 2015 abr 20]. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nespro/arquivos/teses/tese_fernanda.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Guia alimentar para a população brasileira: promovendo a alimentação saudável. Brasília: Ministério da Saúde, 2008 [acesso em 2015 mai 27]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira_2008.pdf

BRIDI, AM. Consumo de carne bovina e saúde humana: convergências e divergências [Internet]. ? [acesso em 2015 out 30]. Disponível em: http://www.uel.br/grupo-pesquisa/gpac/pages/arquivos/consumo%20de%20carne%20revisado%20II%20livro%20ronaldo.pdf

FEIJÓ, GLD (coord.). Qualidade da carne bovina [Apostila]. In: Curso Conhecendo a carne que você consome, 1; 1999; Campo Grande: Embrapa Gado de Corte; 1999.

IBGE, 2015. Informações sobre os municípios e estados brasileiros. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/camacari/panorama. (acesso em 30 de novembro de 2018)

KIRINUS, JK; FABRICIO, EA, FRUET, APB et al. Consumo de carnes por estudantes dos diferentes centros de ensino da Universidade Federal de Santa Maria, RS, Brasil. Rev. Elet. em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental [Internet]. 2013 [acesso em 2015 jun 09]; 11(11):2511-2517. Disponível em: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reget/article/viewFile/8716/pdf.

LIMA, MSCS, SOUZA, CAS E PEDERASSI, J. Suficiência amostral: aspectos conceituais para acadêmicos de graduação e o uso do software Excel para seu entendimento. Rev. Cient. Cent. Univ. Barra Mansa – UBM {Internet]. 2011 [acesso em 2015 jun 10]; 13(26):28-32. Disponível em: http://xa.yimg.com/kq/groups/13663081/1446683951/name/Lima+et+al+2011.pdf

MAISEQUILÍBRIO. Carne vermelha não é vilã da dieta. MaisEquilíbrio [Internet]. ? [acesso em 2015 abr 24]. Disponível em: http://www.maisequilibrio.com.br/nutricao/carne-vermelha-nao-e-vila-da-dieta-2-1-1-530.html

MENEZES, F. Compare os benefícios e malefícios da carne vermelha. Minha Vida [Internet]. 2011. [acesso 2015 abr 24]. Disponível em: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/13475-compare-os-beneficios-e-maleficios-da-carne-vermelha

MIOT, HA. Tamanho da amostra em estudos clínicos e experimentais. J Vasc Bras [Internet]. 2011 [acesso em 2015 jun 10]; 10(4):275-278. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jvb/v10n4/v10n4a01

REZENDE, M. A importância do consumo da carne vermelha. Ouro fino [Internet] 2013 [acesso em 2015 abr 24]. Disponível em: http://www.diadecampo.com.br/zpublisher/materias/Materia.asp?id=25980&secao=Sanidade%20Animal

RIBEIRO, CSG E CORÇÃO, M. O consumo de carne no Brasil: entre valores socioculturais e nutricionais. Demetra on line [Internet]. 2013. [acesso em 2015 abr. 20]; 8(3); 425-438. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/6608#.VTmMYyFViko

SARCINELLI, MF; VENTURINI, KS E SILVA, LC. Características da carne bovina [Dissertação] [Internet]. Espírito Santo: Universidade Federal do Espírito Santo, 2007. [acesso em 2015 jun 06]. Disponível em: http://www.agais.com/telomc/b00807_caracteristicas_carnebovina.pdf.

SCHLINDWEIN, MM. E KASSOUF, AL. Análise da influência de alguns fatores socioeconômicos e demográficos no consumo domiciliar de carnes no Brasil. Rev. Econ. Sociol. Rural [Internet]. 2006. [acesso em 2015 mai 10]; 44(3):549-572. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/resr/v44n3/a09v44n3.pdf.

SCHNEIDER, BC; DURO, SMS E ASSUNÇÃO, MCF. Consumo de carnes por adultos do sul do Brasil: um estudo de base populacional. Ciênc. Saúde coletiva [Internet]. 2014. [acesso 2015 abr 20]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232014000803583&script=sci_arttext.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC.